Morre em Maceió o escritor “Calabar”

Audemário, o "Calabar", será sepultado nesta sexta-feira em Maceió
Audemário, o “Calabar”, ficou conhecido por seus livros sobre o controvertido herói nacional

O escritor Audemário Lins morreu, às 6 horas desta quinta-feira (09), aos 72 anos de idade, na Santa Casa de Misericórdia de Maceió, onde estava internado havia cerca de três meses. Natural de Porto Calvo, ele lutava contra um câncer.

“É uma perda imensa para Porto Calvo”, considerou o diretor municipal de Cultura, Adelmo Monteiro.

Relações públicas e historiador, Audemário Lins escreveu oito livros, dentre os quais: Calabar, o Herói Desconhecido; Zumbi, o Rebelde Herói Negro e Serra Dois Irmãos, o Refúgio de Zumbi. 

Ao defender que Domingos Fernandes Calabar fora, na verdade, um herói e não um traidor, contestando a versão histórica oficial, Lins ganhou notoriedade e chegou a ser entrevistado pelo apresentador Jô Soares em 1998, em seu programa na Rede Globo de Televisão.

Pelo conhecimento em torno de Domingos Fernandes, passou a ser conhecido pelo codinome “Calabar”. Audemário morava em Maragogi, onde foi secretário municipal de Cultura no primeiro mandato do prefeito Marcos Madeira (2005 a 2009). O sepultamento dele acontece nesta sexta-feira, em Maceió, às 11 horas, no Cemitério São José.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *