TJ garante reformar Fórum da Comarca de São Luís do Quitunde

Mobiliário do Fórum da Comarca de São Luís em pandarecos (Fotos: Severino Carvalho)
Mobiliário do Fórum da Comarca de São Luís em pandarecos (Fotos: Severino Carvalho)

O Departamento de Engenharia e Arquitetura do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) garantiu, em nota à Gazeta de Alagoas, que o Fórum da Comarca de São Luís do Quitunde, na região Norte do Estado, passará por uma ampla reforma.

Na edição desta quarta-feira (2), o jornal Gazeta mostra a situação de precariedade das instalações do prédio. As paredes encontram-se mofadas, o teto tem infiltrações e os sistemas elétrico e hidráulico estão comprometidos.

O mobiliário apresenta-se em pandarecos. “É constrangedor”, definiu o presidente do Núcleo Regional do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal), Valdemir Gomes, enquanto aguardava a audiência com o juiz da Comarca, Wilamo Lopes.

“Essa é uma casa que representa os direitos do cidadão e não deveria estar nessas condições de precariedade”, concluiu Gomes, em entrevista à Gazeta. A situação é ainda pior no tribunal do júri. Ali, todo o mobiliário encontra-se em frangalhos. Muitas cadeiras estão quebradas e com os forros rasgados; outras simplesmente foram deixadas no chão, ao lado de birôs destruídos.

As persianas não mais se sustentam nas janelas e deixam o sol entrar, elevando a temperatura dentro do prédio. “Esse fórum não tem conforto nenhum, nem um ventilador funciona!”, reclamou a servidora pública Laudineide dos Santos.

TJ

Contactado pela Gazeta, o Departamento de Engenharia e Arquitetura do TJ/AL informou que o Fórum de São Luiz do Quitunde é um dos que devem passar por reforma, até o final deste ano. A expectativa é de que a liberação para o início dos trabalhos ocorra no começo do segundo semestre.

Segundo o Departamento, já foi feito um estudo das necessidades do local, que deve passar por toda uma readequação. O setor relatou ainda que serão feitas reformas no teto, nas paredes, esquadrias, mobiliários, instalações elétricas, entre outras modificações. A previsão dos gastos é de R$ 189.224,75.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *