Rota Ecológica fica 17 horas sem energia elétrica

Em Maragogi, tempestade jogou telhas sobre a fiação da Eletrobras (Foto: Severino Carvalho)
Em Maragogi, tempestade jogou telhas sobre a fiação da Eletrobras (Fotos: Severino Carvalho)

A região da Rota Ecológica, que compreende os municípios de Porto de Pedras, São Miguel dos Milagres e Passo do Camaragibe, no Litoral Norte de Alagoas, ficou cerca de 17 horas sem energia elétrica da tarde de sexta-feira (29) até a manhã deste sábado (30), quando o fornecimento foi restabelecido às 8h30.

A exemplo do ocorreu em Maragogi, Japaratinga e Porto Calvo, entre os dias 1 e 2 de janeiro, o blackout na Rota Ecológica causou transtornos a moradores e afetou a atividade hoteleira daquele destino turístico, que atrai o público “classe A” do Sul e Sudeste do País, além de turistas internacionais, que procuram as pousadas requintadas da região.

O pior foi que o blackout veio acompanhado de um apagão do sistema de telecomunicações. Aparelhos fixos e móveis ficaram sem funcionar, bem como o serviço de transmissão de dados via banda larga.

“Houve desistências e cancelamentos de reservas em pousadas e restaurantes da região. Não havia pão nas padarias que possuem forno elétrico. Os mercadinhos não funcionaram hoje pela manhã porque as mercadorias descongelaram”, revelou o diretor financeiro da Associação Milagrense de Turismo Sustentável (Amitus), Talles Gonçalves, que também é dono de pousada.

O apagão ocorreu na tarde de sexta-feira em meio à tempestade que se abateu sobre todo o Litoral Norte de Alagoas e provocou estragos também em Maragogi. A chuvarada veio acompanhada de raios e trovões. O vento forte derrubou galhos de árvores e arrancou o telhado das casas, que atingiram a fiação da Eletrobras Distribuição Alagoas.

Tempestade alagou ruas em Maragogi e provocou estragos
Tempestade alagou ruas de Maragogi e provocou outros estragos

A parte sul da cidade de Maragogi ficou sem energia elétrica das 18 h às 23 horas. Houve rompimento de cabos no Alto da Boa Vista e no Sítio Camacho, na AL-101 Norte.

A GazetaWebMaragogi manteve contato com a Eletrobras. A concessionária informou que o problema que ocasionou o blackout foi ocasionado pelo temporal e afetou a rede 69 KVA, que leva energia elétrica para toda a região Norte do Estado. Um relatório sobre a ocorrência está sendo elaborado e será divulgado em breve.

Reunião

No dia 3 de fevereiro, às 15 horas, os empresários da região Norte se reúnem, em Maceió, com o governador Renan Filho (PMDB). Eles cobram a aplicação de R$ 59,2 milhões em obras estruturantes no setor energético que beneficiariam diretamente o Litoral Norte do Estado, segundo maior polo hoteleiro alagoano.

O anúncio dos investimentos foi feito em outubro de 2013 pelos diretores da Eletrobras, em reunião com os empresários em Maragogi. Naquela oportunidade, foram anunciados a construção de uma subestação em Paripueira e o início da duplicação das linhas de transmissão da rede 69 KVA, que alimentam todo o Litoral Norte.

A ideia é, com a duplicação, fazer o remanejamento de cargas e deixar a região energizada, no caso de alguma intercorrência atingir o sistema. Na atualidade, o Litoral Norte de Alagoas permanece por um fio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *