Reintegração de posse é concluída em São Miguel dos Milagres

Retroescavadeiras foram usadas para demolir casas (Foto: Severino Carvalho)
Retroescavadeiras foram usadas para demolir as casas (Foto: Severino Carvalho)

A reintegração de posse do Sítio Aguiar (Fonte Grande), em São Miguel dos Milagres, Litoral Norte de Alagoas, foi concluída às 18 horas desta quinta-feira (15). As famílias sem-teto foram alojadas em dois clubes municipais e em casas de parentes.

Policiais militares de cinco batalhões atuaram na operação, que teve início às 7 horas. Aproximadamente 60 famílias ocupavam a área há cerca de quatro anos. O imóvel pertence ao prefeito do município, Adalberto Verçosa (PSDB), conhecido como “Draga”.

A operação de reintegração de posse só foi concluída após a demolição de todas as 49 casas, a maioria de taipa. Foram usadas retroescavadeiras. Ao final, a propriedade foi cercada. Os moradores chegaram a apresentar resistência à ordem de despejo. Revoltados, ameaçavam invadir a casa do prefeito do município.

Adalberto Verçosa ingressou na Comarca de Porto de Pedras com a ação de reintegração de posse, que originou a desocupação. Segundo a oficiala de Justiça, Daniela Lins, as famílias foram intimadas a deixar pacificamente o imóvel em julho de 2014, o que acabou não acontecendo. Já os sem-teto alegaram que foram pegos de surpresa com a decisão.

Oficiais do Centro de Gerenciamento de Crises, Direitos Humanos e Polícia Comunitária (CGCDHPC) mantiveram diálogo com os ocupantes e os ânimos foram arrefecidos. Caminhões e tratores foram cedidos para realizar as mudanças.

Uma espingarda do tipo soca-tempero, utilizada para caça, foi encontrada no interior de um imóvel que estava fechado. Os policiais não conseguiram identificar o proprietário da arma apreendida.

A operação mobilizou cerca de 60 policiais militares, equipes do Corpo de Bombeiros, Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), dentre outros órgãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *