Praticante de cavalhada fratura perna durante apresentação

Fernando Júlio foi socorrido pelos militares do Corpo de Bombeiros (Foto: cortesia)
Fernando Júlio foi socorrido pelos militares do Corpo de Bombeiros (Foto: cortesia)

O cavaleiro Fernando Júlio Braga Pessoa, 29 anos, fraturou a perna direita ao cair do cavalo durante uma apresentação de cavalhada em Matriz do Camaragibe, região Norte do Estado, na tarde desse domingo (13). Ele foi socorrido pelo 2º Grupamento de Bombeiros Militar (2º GBM), sediado em Maragogi.

O acidente aconteceu por volta das 16 horas. Segundo a professora Etiene Tibúrcio, a vítima só foi socorrida às 18h30 e pelo Corpo de Bombeiros (CB), porque todas as bases descentralizadas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), instaladas na região Norte do Estado e próximas de Matriz, estavam com problemas operacionais.

“A ambulância do Hospital de Matriz veio, mas não mexeu na vítima por causa da gravidade da fratura. A Central de Regulação do Samu nos informou por telefone que as ambulâncias estavam todas quebradas e que ligássemos para o Corpo de Bombeiros. Isso é uma falta de respeito com o cidadão alagoano”, desabafou Etiene.

Júlio Braga agonizou por duas horas e meia até ser socorrido pelo 2° GBM. Ele foi imobilizado e levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Santo Antônio, em Maragogi, mas teve de ser deslocado a um hospital particular em Maceió.

É que o equipamento de raio-X da UPA de Maragogi, inaugurada no dia 26 de fevereiro, apresentou defeito logo no primeiro dia de funcionamento e ainda não está operando. A previsão é que as duas placas eletrônicas que queimaram sejam substituídas ainda hoje, quando a máquina voltará a funcionar.

A assessoria do Samu informou que todas as bases descentralizadas na região Norte do Estado funcionam plenamente. Explicou que, quando essas unidades ficam sobrecarregadas, é procedimento comum acionar o Corpo de Bombeiros para o atendimento às vítimas.

A reportagem esteve na base do Samu de Maragogi nesta manhã e constatou que a unidade opera normalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *