MVT ocupa terreno em Novo Lino para cobrar construção de casas

Cerca de 250 famílias ocupam a área (Foto: Severino Carvalho)
Cerca de 250 famílias ocupam a área (Foto: Severino Carvalho)

Mais de 250 famílias ligadas ao Movimento Via do Trabalho (MVT) ocupam uma área com aproximadamente 12 hectares em Novo Lino, região Norte de Alagoas, para cobrar a construção de moradias populares. Elas afirmam que o terreno foi desapropriado há anos pela prefeitura municipal com essa finalidade, mas denunciam que o projeto nunca foi executado.

Na manhã desta terça-feira (10), os ocupantes demarcaram os lotes e começaram a erguer os barracos de madeira, utilizando ainda lona, pano e palha. Segundo o MVT, todas as famílias são procedentes de Novo Lino e viviam em casas de parentes, de aluguel ou em moradias precárias espalhadas pelo município.

O grande acampamento pode ser observado por quem trafega pela BR-101, no trecho que foi duplicado. Ainda de acordo com o MVT, mesmo pertencendo ao município, a área supostamente desapropriada com dinheiro público estaria sendo usada por uma destilaria para o plantio de cana-de-açúcar.

One thought on “MVT ocupa terreno em Novo Lino para cobrar construção de casas

  1. É uma pouca vergonha de certas pessoas daqui do município de Novo Lino onde 90% das pessoas que invadiram os terrenos já tem casas e até são funcionários públicos municipais e estaduais se apossarem desses terrenos onde muitos pegam só pra venderem como fizeram muitos que participaram de gestões anteriores é muita cara de pau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *