MP pede guardas para garantir integridade física de funcionários de escola

Francisca Paula determina abertura de investigação social para apurar casos (Foto: Carlos Rosa / Arquivo GA)
Francisca Paula determina abertura de investigação social para apurar casos envolvendo adolescentes infratores (Foto: Carlos Rosa / Arquivo GA)

A promotora de Justiça de Maragogi, Francisca Paula de Jesus, solicitou à prefeitura a disponibilização de dois guardas civis para garantir a integridade física dos funcionários da Escola Municipal Doutor José Jorge de Farias Sales, sediada no centro da cidade. A medida foi tomada depois que dois adolescentes de 15 anos ameaçaram de morte uma professora e a diretora daquela unidade de ensino, no início desta semana.

A promotora classificou a situação de violência na escola como “gravíssima”. Segundo ela, há consumo e tráfico de drogas nas dependências da unidade de ensino, que fustigam brigas e ameaças, inclusive entre os próprios alunos, a maioria formada por adolescentes.

Serão disponibilizados dois guardas municipais que devem começar a atuar na escola na próxima semana. A unidade de ensino é a maior da rede municipal. Na quinta-feira (26), duas adolescentes brigaram e foram às vias de fato dentro da escola. A Polícia Militar (PM) teve de ser acionada.

Francisca Paula solicitou da direção um relatório completo da situação de violência vivida naquele ambiente escolar. Com as informações em mãos, ela vai determinar que a Polícia Civil instaure os procedimentos de investigação social, quando os casos envolverem adolescentes infratores e inquéritos policiais, quando os autores identificados forem maiores de 18 anos.

Paralelamente, o Ministério Público (MP) acionará o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) para que levem atendimento psicológico àquela comunidade estudantil.

A promotora disse, ainda, que vai solicitar ao Comando da PM de Alagoas que disponibilize profissionais do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) para a realização de palestras na Escola Municipal Doutor José Jorge de Farias Sales. O Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente também participará das ações coordenadas pelo MP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *