Adolescente permanece no HGE à espera de familiares

Com dificuldades para falar, Bárbara permanece no HGE desde o dia 8 de dezembro (Foto: divulgação)
Com dificuldades para falar, Bárbara permanece no HGE desde o dia 8 de dezembro (Foto: divulgação)

A adolescente identificada apenas como Bárbara, de 17 anos, permanece, desde o dia 8 de dezembro do ano passado, ocupando um leito do setor de Neurologia do Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió. Ela recebeu alta hospitalar no dia 31 do mesmo mês, mas nenhum familiar compareceu àquela unidade para buscá-la.

Com dificuldades para falar, Bárbara deu entrada no HGE vítima de arma de fogo, atingida na cabeça. Ela foi resgatada em União dos Palmares. Segundo informações colhidas pelo Serviço Social do HGE, a adolescente é natural de Maragogi.

Membros do Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente deste município estiveram nesta terça-feira (13) no Hospital Geral, mas não reconheceram a adolescente. Eles receberam fotografias de Bárbara e vão distribui-las pela cidade a fim de encontrar os familiares dela.

Também farão uma visita ao Alto da Boa Vista, em Maragogi, onde os parentes da adolescente podem estar morando. Durante a visita ao HGE, surgiram indícios de que Bárbara, na verdade, se chamaria Rafaela.

Por ser menor de idade, o Serviço Social do HGE alega que não pode transferir a adolescente para um abrigo e pretende acionar o Ministério Público Estadual (MPE) para definir o que será feito de agora em diante. Mais informações pelo telefone: (82) 3315-3285.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *