Última rodovia é liberada pelos taxistas

Rodovia foi interditada em Matriz do Camaragibe pelos taxistas (Fotos: Severino Carvalho)
Rodovia foi interditada em Matriz do Camaragibe pelos taxistas (Foto: Severino Carvalho)

A AL-105, em Matriz do Camaragibe, foi a última rodovia estadual a ser liberada, às 11h45 desta terça-feira, pelos taxistas filiados às associações de Maragogi, Japaratinga, Porto Calvo e Matriz. O comandante do 6° Batalhão de Polícia Militar (6° BPM), tenente-coronel José Carlos Duarte, esteve no local e negociou pessoalmente com os manifestantes o desbloqueio do trecho.

“Eles estavam irredutíveis. Diziam que só liberariam a pista com a chegada de uma liminar em favor da categoria. Com a chegada desse documento, a estrada foi aberta”, afirmou o oficial.

O Pelotão de Operações Especiais (Pelopes) chegou a ficar em formação para desbloquear a rodovia com o uso da força policial, o que não foi necessário.

Os taxistas protestam contra a Agência Reguladora de Serviços Públicos de Alagoas (Arsal). Segundo eles, a Agência exige que os táxis façam o transporte intermunicipal entre as cidades do interior e a capital alagoana com os mesmos passageiros de origem, na ida ao destino e na volta. A medida tem gerado prejuízos à categoria. Seis veículos de Matriz do Camaragibe foram apreendidos porque seus condutores desrespeitaram a determinação.

“A Arsal quer que a gente trabalhe com fretamento fechado. Tem de ir e voltar com os mesmos passageiros. Acontece que muita gente vai para Maceió e não retorna. Aí somos obrigados a voltar para as nossas cidades com os carros vazios”, explicou o presidente da Associação dos Motoristas Autônomos de Matriz do Camaragibe, Ronaldo Adriano Mendonça.

“Nós não queremos briga com a Arsal, queremos trabalhar”, enfatizou o presidente da Associação dos Taxistas de Maragogi, Ailton Gomes. O protesto gerou um grande congestionamento nos dois sentidos da rodovia. A Polícia Militar atuou no ordenamento para dar fluidez ao tráfego, após o bloqueio.

Os protestos dos taxistas foram iniciados na segunda-feira em Maceió. Nesta terça, eles colocaram fogo em pneus e galhos de árvores em vias que dão acesso à capital alagoana, impossibilitando a passagem dos veículos. As interdições foram registradas ainda na BR-316, em Satuba, nas ALs-101 Norte e Sul, em Marechal Deodoro, no bairro de Jacarecica e nas proximidades do Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, na parte alta de Maceió.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *