Servidor da Justiça tem casa arrombada em Maragogi

Policiais do 6º BPM efetuaram apreensão e encaminharam para a Delegacia de Maragogi (Foto: Arquivo/ Gazetaweb Maragogi)
Policiais do 6º BPM realizaram buscas mas não conseguiram identificar e prender os autores do arrombamento (Foto: Arquivo/ Gazetaweb Maragogi)

O analista judiciário Adriano Calaça de Lima teve a casa arrombada no distrito de Barra Grande, em Maragogi, Litoral Norte de Alagoas. Os criminosos aproveitaram a saída dele, na manhã de quinta-feira (30), para vacinar o cão de estimação, e saltaram o muro do imóvel.

Eles arrombaram uma janela lateral e invadiram a residência. Roubaram um computador portátil (notebook), uma máquina fotográfica digital, perfumes e peças de roupa. Além do furto, os criminosos ainda defecaram na garagem da residência e fugiram.

“Eles já estavam percebendo a minha movimentação diária porque entraram durante o dia, quando saí para vacinar o cão. Depois fui trabalhar, quando retornei à minha casa para pegar um documento, percebi que estava arrombada”, lamentou o funcionário público, que perdeu documentos digitalizados do trabalho, da faculdade e da escola onde ensina.

A casa dele fica na Rua Sirigado, no Loteamento Canto do Mar. Adriano Calaça, que trabalha no Fórum de Justiça da cidade, é vizinho do juiz da Comarca de Maragogi, Carlos Aley. Ele foi candidato a prefeito na última eleição municipal de Maragogi. De acordo com o servidor, os arrombamentos voltaram a acontecer com frequência em Barra Grande, que possui grande número de residências de veraneio.

Ele procurou a delegacia de Polícia de Civil onde foi elaborado um Boletim de Ocorrência (BO). Guarnições do 6° Batalhão de Polícia Militar (6° BPM) realizaram buscas, mas não conseguiram identificar e prender os autores do arrombamento.

“A vizinhança me relatou que os arrombamentos tinham parado de acontecer, mas que agora voltaram a ser frequentes. Alguma coisa precisa ser feita para coibir este tipo de crime”, cobrou Adriano Calaça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *