Presidente cobra duodécimo e pede afastamento do prefeito

Edézio
Edézio afirma que vai criar CEI para investigar o prefeito e pedir o afastamento preventivo do gestor

O presidente da Câmara de Vereadores de São Luís do Quitunde, Edézio Pereira (PMDB), ingressou com um mandado de segurança para garantir que o duodécimo do Poder Legislativo seja repassado integralmente e na data correta pelo Executivo Municipal. Segundo ele, desde setembro que o prefeito Eraldo Pedro da Silva (PMDB) não repassa corretamente os valores. O débito acumulado, segundo o vereador, ultrapassa os R$ 135 mil.

O presidente informou ainda que ingressará na Justiça com uma ação de improbidade administrativa contra Eraldo Pedro. O objetivo da ação é pedir a cassação do gestor, acusado de malversação do dinheiro público. Outra medida anunciada por Edézio Pereira foi a instalação, a partir da próxima semana, de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investigará as denúncias contra o prefeito.

“Vamos apresentar uma resolução pedindo o afastamento preventivo do prefeito, sem prejuízo dos seus vencimentos, enquanto durar as investigações. O funcionalismo encontra-se com os salários atrasados, a cidade está repleta de obras inacabadas e o lixo espalhado por todos os lados”, denunciou Pereira.

De acordo com ele, em setembro, o prefeito deixou de repassar R$ 23 mil do duodécimo da Câmara de Vereadores, que totaliza R$ 156 mil mensais. Em outubro, o corte foi de R$ 55.600 e em novembro de R$ 56.500.

“Ingressamos com o mandado de segurança para garantir o pagamento integral e na data correta do duodécimo, que vem sendo pago a menor desde setembro e sempre com atraso”, revelou Pereira, lembrando, ainda, que no ano passado, Eraldo Pedro foi afastado do cargo três vezes pela Justiça, acusado de improbidade administrativa pelo Ministério Público Estadual.

Sem temer

O prefeito alegou que enfrentou dificuldades para repassar o duodécimo à Câmara em virtude da queda dos valores do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), mas que até a próxima quarta-feira fará o repasse de cerca de R$ 50 mil que estariam faltando.

Eraldo Pedro reassumiu a prefeitura na tarde desta terça-feira (Foto: Correio dos Municípios)
Eraldo Pedro afirma que não teme investigação: “Não estou fazendo nada de errado” (Foto: Correio dos Municípios)

“A prefeitura de São Luís do Quitunde é a única na região que está com os salários dos funcionários em dia. O que faltou foi apenas uma parte do duodécimo (cerca de R$ 50 mil) que vai ser pago na próxima semana. Será que ele não acompanha que o FPM caiu? Todas as prefeituras estão assim (enfrentando dificuldades), mas estamos trabalhando. Ele pode criar CPI, o que for, porque não estou fazendo nada de errado”, declarou Eraldo Pedro.

2 thoughts on “Presidente cobra duodécimo e pede afastamento do prefeito

  1. NAO…ATE UMA VERGONHA VC FALAR ISSO…PRA COMEÇA,A PREFEITURA FOI VENDIDA E AI…..FORA OS RESTA Q O SENHOR NEM MANDA…..PROCURA YEU LUGAR…FANTOCHE

  2. São Luis esta uma cidade acabada, não se sabe nem realmente quem é o prefeito pois dentro da prefeitura vários tem o poder. Um descaso total, lixos nas ruas e obra não finalizadas uma cidade fantasma..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *