Ponte que desabou em 2006 será reconstruída em Porto Calvo

População usa ponte improvisada de madeira para fazer a travessia (Foto: Severino Carvalho)
População usa ponte improvisada de madeira para fazer a travessia (Foto: Severino Carvalho)

A prefeitura de Porto Calvo anunciou, esta semana, que vai iniciar a construção da “Ponte do Patia” no dia 15 de fevereiro. Isso porque o município conseguiu a liberação de R$ 600 mil do governo federal – via Ministério da Integração Nacional – para retomar a obra, iniciada na gestão anterior, em 2006, mas que ruiu antes mesmo de ficar pronta.

A ponte de concreto armado será levantada sobre o rio Comandatuba e ligará a estrada do bairro Patia à rodovia AL – 465.  O primeiro desembolso da União para o empreendimento ocorreu no dia 21 de janeiro. Segundo o secretário de Infraestrutura, Alexandre Scala, a obra está orçada em mais de R$ 1.5 milhão, já inclusas a segunda parcela do governo federal de mais R$ 600 mil e os R$ 318 mil de contrapartida do município.

“Se tudo transcorrer dentro do previsto, a obra deve ficar pronta em oito ou dez meses. Ela fará parte de uma obra muito maior, que é o anel viário de Porto Calvo, que terá uma extensão de 8 km e benfeitorias como revestimento asfáltico, ciclovia, drenagem e iluminação pública. A obra dará maior fluidez ao trânsito do município e deve ficar pronta até o fim deste mandato”, detalhou Scala, em entrevista ao jornal Gazeta de Alagoas, edição desta quinta-feira (29).

A construção da Ponte do Patia foi abandonada por anos pela gestão anterior. Trata-se de um dos principais anseios da população portocalvense. Desde o desabamento da estrutura, em 2006, que os moradores utilizam uma passarela improvisada de madeira para fazer a travessia do rio. O processo licitatório para construção da ponte ocorreu em agosto do ano passado e foi vencido pela empresa Inove Construções LTDA – EPP. O valor total da obra é R$ 1.518.460,90.

Desabamento

Em novembro de 2006, a estrutura da ponte desabou antes mesmo de ser concluída. Segundo o Departamento de Estradas e Rodagens (DER), na época, duas empreiteiras executaram a obra. A Amorim Barreto, responsável pela terraplanagem, recebeu do governo do Estado, à época, R$ 149.932,60, de um total previsto de R$ 711.585,60.

À construtora Assumpção, foram faturados R$ 332.639,68 – de um total previsto de R$ 396.970,05, referentes à estrutura da ponte. O DER instaurou em 2007 uma investigação para apurar as responsabilidades pelo desmoronamento da estrutura. O procedimento, entretanto, nunca foi concluído.

2 thoughts on “Ponte que desabou em 2006 será reconstruída em Porto Calvo

  1. eu estava lá quando ronaldo lessa o ex governador e vi quando ele assinou o cheque no valor de 1.250.000,00 e a ponte era pra ter 42 mt de cumprimento e 7 mt de largura e sabe o que aconteceu……fizeram ela com 22 mt e colocaram as cabeceiras na terra fofa ai um abençoado por Deus e enviado por ELE colocou a caçamba por cima da ponte como faziam com todas as pontes pra aterrarem as cabeçeiras ai a cabeceira como estava frajuta se entortou toda…agora estou de olho em vocês da atual gestão……………

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *