Policial de Pernambuco é acusado de esfaquear esposa

Policiais do 6° BPM escoltaram ambulâncias e reforçaram segurança na Unidade Mista (Foto: Severino Carvalho)
Policiais do 6° BPM estiveram no local do crime, mas acusado já havia fugido (Foto: Severino Carvalho)

Suênia da Silva Gomes, 26 anos, foi atingida com uma facada nas costas. Segundo a Polícia Militar (PM), o acusado da tentativa de homicídio é o marido dela, o policial civil pernambucano Antônio Airton de Souza Oliveira, 54 anos, que fugiu após o crime, ocorrido na tarde de domingo (25), dentro da residência do casal, no distrito de Peroba, em Maragogi, Litoral Norte de Alagoas.

“Fomos acionados e quando chegamos ao local, a vítima já estava sendo atendida pelo Corpo de Bombeiros (CB). Ela repetia a todo momento: ‘foi ele, foi ele’, em referência ao marido”, revelou o soldado Augusto, lotado no 6º Batalhão de Polícia Militar ( 6º BPM).

Augusto não soube informar, porém, o que teria motivado a tentativa de homicídio. Segundo o militar, o casal havia alugado a residência no distrito de Peroba havia cerca de dois meses. Ainda ferida, a mulher conseguiu juntar forças para apanhar os dois filhos, menores de idade, e fugir de casa.

Sangrando muito, ela caiu na calçada de um mercadinho. Populares acionaram o Corpo de Bombeiros (CB).  A vítima foi socorrida e encaminhada de ambulância até a Unidade Mista de Saúde de Maragogi. Diante da gravidade do ferimento, teve de ser transferida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió. As crianças ficaram sob os cuidados do Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente.

A  assessoria de imprensa do HGE informou, nesta manhã, que é estável o estado de saúde de Suênia. Ela foi submetida à cirurgia e encontra-se em recuperação, respirando sem a ajuda de aparelhos. Segundo a PM, a vítima é natural de Campina Grande (PB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *