PM apreende 30 motos e recupera uma roubada

Motos foram abordadas no centro de Porto Calvo e em outras áreas da cidade (Foto: Carlos Rosa / Gazeta de Alagoas)
Motos foram abordadas no centro de Porto Calvo e em outras áreas da cidade (Foto: Carlos Rosa / Gazeta de Alagoas)

Operação do 6º Batalhão de Polícia Militar 6º BPM, realizada na manhã e tarde desta quarta-feira (27), apreendeu, ao menos, 30 motocicletas na cidade de Porto Calvo, região Norte do Estado. As irregularidades mais comuns detectadas foram motos sem placas, licenciamento vencido e condutores inabilitados.

“Procedemos as notificações e lavramos as multas”, informou o comandante do 6º BPM, tenente-coronel José Carlos Duarte, lembrando que a operação visa disciplinar o trânsito de veículos na cidade, principalmente aquele realizado sobre duas rodas.

Uma motocicleta roubada também foi recuperada durante as blitze que ocorreram em diversos pontos da cidade. A operação foi realizada um dia após o promotor de Justiça da Comarca de Porto Calvo, Sérgio Simões, afirmar que fará recomendações ao Comando Geral da Polícia Militar de Alagoas (PM/AL) e à Prefeitura Municipal para que adotem medidas de ordenamento do trânsito.

Simões revelou que, caso nenhuma medida seja adotada, ingressará com ações na Justiça responsabilizando Estado e município. O promotor se mostrou extremamente preocupado com a situação caótica do trânsito de Porto Calvo e os acidentes envolvendo motocicletas.

Na semana passada, cinco estudantes foram atropeladas por uma moto que subiu a calçada, após o condutor passar em alta velocidade sobre um quebra-molas instalado na Rua do Varadouro 1. Uma das vítimas, Rafaella Soares da Silva, 16 anos, morreu e a prima dela, Marcielle Carla, 17, ficou gravemente ferida. Na terça-feira (26), mais dois acidentes foram registrados em Porto Calvo envolvendo motocicletas, porém sem vítimas fatais.

“Vou solicitar ao Comando Geral o envio de mais policiais para Porto Calvo. A PM precisa assumir o controle do trânsito na cidade, que está caótico. À prefeitura, recomendarei a municipalização do trânsito. Caso as recomendações não sejam adotadas, ajuizarei ações contra Estado e município”, ameaçou Simões, em entrevista ao jornal Gazeta de Alagoas, edição desta quarta-feira.

O secretário municipal de Segurança e Transporte, Joaquim Spósito, anunciou que a prefeitura vai criar o Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) e a Guarda Civil Municipal, por meio concurso público. As entidades trabalhariam em conjunto com a PM no ordenamento do trânsito. Entretanto, não há previsão para a criação desses órgãos.

“O trânsito em Porto Calvo é municipalizado há mais de dez anos, o que falta é tirar o projeto do papel e é isso que vamos fazer”, revelou o secretário. O comandante 6º BPM informou que as operações voltarão a acontecer, inclusive nas demais cidades da região Norte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *