Mãe e filho são presos em São Miguel dos Milagres

Policiais do 6º BPM estiveram no local do crime, mas não conseguiram prender criminosos
Policiais do 6º BPM efetuaram a prisão dos acusados (Foto: Severino Carvalho)

Policiais do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM) prenderam duas pessoas (mãe e filho) que estavam com munições e drogas numa casa localizada no povoado de Porto da Rua, em São Miguel dos Milagres, Litoral Norte de Alagoas na noite de domingo (04). Elas foram conduzidas à 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil (8ª DRPC) e autuadas em flagrante pelo delegado Belmiro Cavalcante.

Os policiais do 6º BPM haviam recebido informações, há cerca de uma semana, por meio do Disque Denúncia, de que um homem, identificado apenas como “Fábio”, seria traficante e que andava  armado ameaçando as pessoas em São Miguel dos Milagres.

A guarnição seguiu até o endereço apontado pela denúncia: uma casa na Rua Agnelo João dos Santos, conhecida como “Rua das Velhas”, no povoado de Porto da Rua. Segundo o 6º BPM, a dona do imóvel, Maria Júlia dos Santos Nascimento, autorizou a entrada dos policiais.

Em um dos quartos, os militares encontraram seis relógios, dez munições do calibre 32 e cinco do calibre 38, além de um porta-munições de cor prata. Na cozinha, dentro de um armário, e no quintal da residência foram encontradas 28 gramas de crack, cinco gramas de uma substância que pode ser cocaína, 105 gramas de maconha, além de uma balança de precisão e 494 sacolas plásticas usadas, provavelmente, para acondicionar drogas.

Fábio não foi localizado na residência da família, mas o irmão dele, Flávio Santos do Nascimento, estava no interior do imóvel e acabou preso, juntamente com a mãe, Maria Júlia. As prisões aconteceram por volta das 21 horas.

Mãe e filho foram levados à 8 DRPC, em Matriz do Camaragibe, onde o flagrante por tráfico de drogas foi lavrado em desfavor de Flávio Santos. Maria Júlia responderá apenas por posse ilegal de munições, informou o delegado regional. “Interrogada, ela disse que não sabia a quem pertenciam as munições que estavam em sua residência”, disse Belmiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *