Homem morto em Maragogi era acusado de crimes

Valneis foi morto a tiros entre a casa dele e a do vizinho (Foto: Carlos Rosa / Gazeta de Alagoas)
Valneis foi morto a tiros entre a casa dele e a do vizinho (Foto: Carlos Rosa / Gazeta de Alagoas)

Morto a tiros na noite da última sexta-feira, na comunidade do Risca Faca (Conjunto Deda Paes), em Maragogi, Valneis Antônio da Silva, 26 anos, também conhecido como “Pitcha”, era investigado pela Polícia Civil, suspeito de diversos crimes supostamente cometidos na região Norte de Alagoas. Os dois homens que teriam efetuado os disparos contra a vítima ainda não foram identificados.

De acordo com o agente de Polícia Civil, Vagner Moura, Valneis foi apontado como autor do assassinato de um sem-teto, no ano passado. O crime aconteceu dentro do acampamento, situado às margens da AL-101 Norte, no Sítio Burgalhau, em Maragogi, onde famílias invadiram um hotel inacabado.

Ainda segundo a Polícia Civil, Valneis também estaria envolvido com o tráfico de drogas e com crimes de roubo na região Norte de Alagoas. Ele foi executado a tiros por volta das 20 horas da última sexta-feira. Havia acabado de chegar em casa e entregado um refrigerante e um cachorro-quente à esposa. Ao sair, foi surpreendido e morto num beco, entre a moradia dele e a do vizinho.

À Policia Civil, a esposa da vítima disse que só ouviu os estampidos. Com medo, os moradores também não quiseram prestar informações. O Risca Faca é uma das comunidades mais violentas de Maragogi, dominada pelo tráfico de drogas. Ali, a população vive na pobreza extrema, em barracos de taipa desprovidos de saneamento básico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *