Guerra pelo tráfico faz 3 vítimas em Matriz

Casos serão investigados pelo delegado regional de Matriz do Camaragibe (Foto: Severino Carvalho)
Casos serão investigados pelo delegado regional de Matriz do Camaragibe (Foto: Severino Carvalho)

A noite de quarta-feira (28) foi de violência em Matriz do Camaragibe, na região Norte de Alagoas. Num intervalo de 30 minutos, um adolescente foi morto e duas mulheres sofreram tentativas de homicídio. O delegado regional, Belmiro Cavalcante, suspeita que os casos estejam relacionados com a “guerra pelo tráfico de entorpecentes”.

Por volta das 21 horas, Sandra Maria da Silva, 30 anos, foi surpreendida por dois homens que estavam numa motocicleta, cuja placa não foi anotada. Eles abriram fogo contra a vítima . Ela foi atingida, ao menos, com sete disparos de arma de fogo.

O crime aconteceu na rua Antônio Gomes, mais conhecida como “Rua do Meio”, centro da cidade. Socorrida, ele foi conduzida ao Hospital Municipal de Matriz e, de lá, transferida ao Hospital Geral do Estado (HGE), em estado grave. Uma outra mulher que estava na companhia de Sandra Maria também foi atingida pelos disparos. A polícia não a identificou.

Cerca de 30 minutos depois, um adolescente, ainda não identificado pela polícia, foi executado com dois tiros de pistola na cabeça e um disparo de espingarda calibre 12 no tórax. O homicídio aconteceu à margem da AL-105, nas proximidades do Lava Jato do Índio, e teria sido cometido por quatro homens.

De acordo com o delegado regional, os crimes se sucederam após o assassinato de um homem identificado como “Gonguinha”, em Maceió. Ele seria um dos líderes do tráfico em Matriz, executado por um bando rival. Na semana passada, a Câmara de Vereadores realizou audiência pública para cobrar das autoridades policiais mais empenho das investigações e operações policiais de combate ao tráfico de drogas, em decorrência da onda de violência que atinge o município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *