Aterro e chuvas deixam comunidade isolada

Acesso ao Risca Faca ficou alagado na manhã desta quarta-feira (Foto: Severino Carvalho)
Acesso ao Risca Faca ficou alagado na manhã desta quarta-feira (Foto: Severino Carvalho)

As chuvas caídas na terça-feira (12) isolaram a comunidade do Risca Faca, na periferia de Maragogi, Litoral Norte de Alagoas. Os moradores reclamam que o principal acesso à localidade, onde moram cerca de 300 famílias, ficou completamente alagado depois que um aterro foi feito no local para a instalação de um loteamento. Eles cobram providências à prefeitura.

“A gente reclama, reclama e ninguém resolve nada”, protestou, na manhã desta quarta-feira (12), a dona de casa Edvânia dos Santos, 27 anos.

Segundo ela, não é a primeira vez que o acesso fica alagado. O problema já havia acontecido há cerca de 20 dias. Por causa do obstáculo, os moradores são obrigados a seguir por um atalho, subir um morro e passar por dentro da lama.

O secretário municipal de Infraestrutura, Marciano Madeira, afirmou que a prefeitura não tem nada a ver com a situação. Ele esclarece que o alagamento foi provocado por causa da instalação de um loteamento (obra privada). Segundo Marciano, o aterro obstruiu as galerias de águas pluviais, causando a inundação. De acordo com o secretário, o município já notificou o proprietário da área para providenciar o restabelecimento do acesso e a desobstrução dos canais. 

Responsável pelo loteamento, o vereador por Maragogi, Josemir Cavalcante (PMN), informou que antes do carnaval deu início as obras estruturantes, mas que tiveram de ser suspensas. Ele garantiu que nesta quinta-feira (13), as máquinas serão enviadas ao local e farão o restabelecimento do acesso, drenando a água acumulada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *