Italiano percorre o Brasil de bicicleta a partir de Maragogi

Ponto de partida para a ventura de Bravi é Maragogi (Fotos e vídeo: Severino Carvalho)
Ponto de partida para aventura de Bravi é Maragogi (Fotos e vídeo: Severino Carvalho)

O italiano Giorgio Bravi, 58 anos, iniciou, há 10 meses, uma jornada do tamanho do Brasil. Até o próximo ano, ele pretende percorrer todas as 26 Unidades da Federação. Partindo de Maragogi, Litoral Norte de Alagoas, o ciclista já passou por 12 Estados e pedalou 15 mil quilômetros.

“Eu já rodei toda a Europa. O velho continente é cheio de história, de lugares antigos. Aqui, no Brasil, estou em contato com a natureza, que a gente toca, cheira e sente. O povo brasileiro é muito agradável e acolhedor”, fala Bravi, dono de uma densa barba branca e óculos à John Lennon.

O ponto de partida para essa jornada é Maragogi. No distrito de São Bento, Bravi tem uma casa, onde costuma passar o verão desde 2009.

“Maragogi é um lugar lindo. O que mais me encanta são aquelas croas que se formam na maré baixa e entram pelo mar, por onde podemos caminhar. Ouvi falar na Itália das belezas de Maragogi. Pesquisei na internet e hoje estou aqui, vivendo esse paraíso”, descreveu.

Bravi comprou uma bicicleta cargueira e já percorreu 12 Estados
Bravi comprou uma bicicleta cargueira e já percorreu 12 Estados

Para sobreviver por estas paragens, o educador vende bolos e pizzas sobre a bicicleta. A densa barba lhe rendeu o apelido de Papai Noel. Como não pode cozinhar durante a viagem pelo País, comercializa peças artesanais produzidas por ele.

Bravi já percorreu 12 Estados numa bicicleta cargueira, que comprou aqui mesmo no Brasil. Saindo de Alagoas, pedalou por Pernambuco, Piauí, Maranhão, Pará, Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Rondônia, Acre, Bahia, Sergipe e o Distrito Federal.

Tráfego de veículos pesados preocupa o ciclista
Tráfego de veículos pesados preocupa o ciclista

Em Mato Grosso, passou por alguns apuros ao cruzar a região do Pantanal.

“O problema é você encontrar uma onça. De carro, tudo bem, mas de bicicleta é assustador. Outra vez eu estava dormindo e um bicho caiu sobre minha barraca, que desarmou. Eu fiquei lá dentro, quietinho. Não sei que animal era até hoje, mas era um bicho grande. Meu coração batia forte”, recordou Bravi.

Esta semana, o ciclista retoma a viagem. Sai de Maragogi e pega o sentido Norte: Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Roraima, Amapá, Amazonas… Depois, vai descer o País em direção ao Sul.

“Até o final de 2016 quero percorrer todos os Estados brasileiros”, diz o italiano, de aparência messiânica.

No vídeo abaixo, Bravi fala do trânsito hostil ao ciclista, que encontrou no Brasil.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *