Usina Santa Maria retoma produção e inicia a moagem

0911 Usina Santa Maria SC (5)
Estimativa da Usina é de processar 620 mil toneladas de cana (Fotos: Severino Carvalho)

A Usina Santa Maria, sediada em Porto Calvo, na região Norte do Estado, inicia, na próxima semana, a moagem da safra 2015 / 2016. A Central Açucareira estima processar, até março do próximo ano, 620 mil toneladas de cana para a produção de açúcar e álcool.

Para esta safra, a Santa Maria contratou 930 canavieiros que vão atuar no campo e 288 trabalhadores para o setor industrial. Segundo o gerente administrativo, Nivaldo Terto, toda a mão-de-obra empregada é da própria região Norte de Alagoas, dos municípios de Jundiá, Jacuípe, Japaratinga, Maragogi e Porto Calvo, sendo que 60% dos contratados são deste município.

No total, a Usina mantém 2.289 postos de trabalho ocupados. Só em salários, a Central Açucareira deve injetar cerca de R$ 2 milhões, mensalmente, na economia da região Norte de Alagoas.

Santa Maria vai injetar
Santa Maria vai injetar, só em salários, cerca de R$ 2 milhões por mês na economia da região Norte de Alagoas

Fundada em julho de 2002, a Santa Maria já chegou a processar mais de um milhão de toneladas de cana na safra 2010 / 2011, mas, nos anos seguintes, imergiu em crise, que afetou todo o setor sucroalcooleiro. A saída de acionistas acentuou ainda mais a instabilidade econômica da Central Açucareira.

Dessa forma, a moagem da safra passada só durou 86 dias. Foram processadas apenas 287 mil toneladas de cana. Houve desemprego e a economia da região sofreu revés.

Por meio da Cooperativa Regional dos Produtores de Açúcar e Álcool do Estado de Alagoas (CRPAAA), a Santa Maria recebeu uma ampliação do crédito que, segundo o diretor financeiro da Central Açucareira, Leonardo Oiticica, foi baseado na ideia da retomada da produtividade e no cumprimento dos compromissos já assumidos.

Leonardo Oiticica vislumbra dias melhores para o setor sucroalcooleiro
Leonardo Oiticica vislumbra dias melhores para o setor sucroalcooleiro

Dias melhores

Com a flexibilização da política de congelamento do preço da gasolina – que possui o álcool em sua composição – o etanol voltou a apresentar tendência de alta. Por outro lado, o açúcar exportado, que é cotado em dólar, valorizou-se em razão da elevação da moeda norte-americana frente ao Real.

Dessa forma, Oiticica vislumbra dias melhores para o setor sucroalcooleiro e, sobretudo, à Santa Maria.

“A tendência a curto prazo é que a Santa Maria consiga trabalhar os problemas represados em decorrência das dificuldades do modelo de negócio, vivenciadas nos últimos anos. A médio prazo, projetamos a retomada dos investimentos para se buscar novas tecnologias e, assim, elevar nossa produtividade”, avaliou Oiticica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *