Sem transporte, apenas 30% dos alunos vão à escola

Sem transporte, apenas 30% dos estudantes comparecem à única escola estadual em Maragogi (Foto: Carlos Rosa / GA)
Sem transporte, apenas 30% dos estudantes comparecem à única escola estadual de Maragogi (Foto: Carlos Rosa / GA)

Apenas 30% dos 840 alunos da Escola Estadual Batista Acioli, em Maragogi, têm comparecido à sala de aula desde o início do ano letivo. A queda na frequência acontece porque o município não aderiu ao Programa de Gestão Integrada do Transporte Escolar (Geite) e o governo do Estado ainda não assumiu o serviço. Na região Norte, os estudantes de Porto Calvo e da Barra de Santo Antônio passam pelo mesmo transtorno.

O prazo para adesão terminou no dia 6 e apenas 44 das 102 prefeituras alagoanas oficializaram a parceria. O governo do Estado prorrogou o limite até 6 de abril e trabalha para que todos os municípios façam a aderência.

Em Maragogi, a indefinição acerca de quem assumiria o transporte escolar na Batista Acioli adiou o começo do ano letivo, previsto para 2 de março. As aulas só tiveram início na última segunda-feira, mas segundo o diretor-geral, José Arthur Cavalcante, apenas 30% do alunado tem comparecido à unidade de ensino.

“Maragogi é um caso à parte. O município tem 18 assentamentos da reforma agrária, três povoados e várias fazendas. Sem transporte, não há como o estudante se deslocar até o centro da cidade. O município não aderiu (à Geite) e o Estado até agora não tomou nenhuma providência para garantir o transporte escolar”, lamentou o diretor, em entrevista ao jornal Gazeta de Alagoas, edição desta quarta-feira (11).

Ele revelou que já foi procurado por diversos pais de alunos que cobram uma solução imediata para o impasse. “Disseram que os filhos não mais virão à escola porque não têm como pagar passagens todos os dias”, acrescentou.

Moradora do distrito de São Bento, a estudante do 2º ano do Ensino Médio, Mariana Rangel, gastou R$ 5 em passagens de ida e volta para assistir às aulas na terça-feira (10). “Eu fui para o ponto às 7 horas e o ônibus da escola não passou. O jeito foi pagar pela passagem, mas minha família não tem como bancar o transporte o mês inteiro”, observou a aluna.

O coordenador da 10ª Coordenadoria Regional de Ensino (10ª Cre), Enoque dos Santos, informou que até a sexta-feira (13) a situação do transporte escolar estará resolvida. Ele afirmou que o governo do Estado garantirá o transporte escolar até o fim do prazo para que os municípios façam adesão à Geite.

“Se não houver a adesão, o Estado var arcar com o transporte”, afirmou Santos. Maragogi e Porto Calvo já se pronunciaram que não vão fazer a adesão. A alegação é de que os recursos repassados pela Secretaria de Estado da Educação (SEE) aos municípios são insuficientes para bancar as despesas do serviço contratado.

Conforme a portaria n° 904/15 da SEE, publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 4 de fevereiro, caberá ao Estado repassar os recursos para custear o transporte escolar aos municípios, que ficarão responsáveis pela prestação do serviço. O prazo para adesão ao programa e à entrega da documentação necessária, que terminaria no dia 6 de março, foi prorrogado até 6 de abril por meio de portaria (N° 1.138/2015).

Conforme o Programa, serão atendidos pela Geite os alunos da rede estadual de áreas rurais e urbanas que residam a uma distância superior a dois quilômetros da escola onde estudam. O valor do repasse que a SEE fará aos municípios será, inicialmente, de R$ 400 por aluno/ano dividido em até nove parcelas mensais correspondentes à cobertura dos 200 dias letivos exigidos por lei.

2 thoughts on “Sem transporte, apenas 30% dos alunos vão à escola

  1. Prioridade! isso deve ser brincadeira. Estou assustado com o zelo deste governo e agora que a policia escolar tem que tomar conta dos prédios da Educação como a própria secretária que passo todos os dias e uma viatura fica lá parada e ai nem educação e nem segurança. Pra frente Alagoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *