Sem-teto deixam pousada pacificamente em Maragogi

Desolada, sem-teto observas os pertences dela, antes de deixar o acampamento (Foto: Severino Carvalho)
Desolada, sem-teto observa os pertences dela, antes de deixar o acampamento em Ponta de Mangue (Foto: Severino Carvalho)

Atualizada às 15 horas

Trinta policiais de três batalhões acompanham, desde às 7 horas desta terça-feira (02), o cumprimento do mandado judicial de reintegração de posse de uma pousada desativada em Ponta de Mangue, Maragogi, no Litoral Norte de Alagoas. As cerca de 40 famílias do Movimento de Luta pelo Teto (MLT), que ainda resistiam no local, desocupam a área pacificamente.

A ocupação aconteceu no dia 15 de março. O mandado de reintegração de posse foi expedido pelo juiz da Comarca de Maragogi, Carlos Aley, no dia 7 de maio. Segundo o oficial de Justiça, Fábio Luna, as famílias sem-teto foram citadas da decisão em 10 de junho e receberam prazo inicial de 10 dias para a desocupação do imóvel, o que não aconteceu.

O novo prazo negociado para a saída definitiva das famílias, sem o emprego da força policial, terminou em 21 de novembro. “Vamos cumprir a decisão”, garantiu César Silva, da coordenação do MLT.

Participam da operação policiais do 6º e do 2º batalhões da Polícia Militar, da 2ª Companhia Independente, sediada em Joaquim Gomes, e do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

A prefeitura municipal de Maragogi cedeu caminhões e funcionários para ajudar na remoção dos pertencentes das famílias sem-teto. Elas estão sendo acolhidos na casa de parentes e numa área remanescente do Assentamento Nova Jerusalém, no distrito de Peroba.

Ofertam apoio à operação de desocupação integrantes do Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente de Maragogi, da Secretaria Municipal de Assistência Social e ambulâncias da Unidade Mista de Saúde. Todo o trabalho é acompanhado e coordenado pelo Centro de Gerenciamento de Crises, Direitos Humanos e Polícia Comunitária (CGCDHPC) da PM alagoana. A previsão é de que a desocupação seja finalizada até as 18 horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *