Rato morto em caixa d’água provoca interdição de creche

Centro Educacional permaneceu fechado durante esta quarta-feira; ao fundo, caixa d'água (Fotos: Severino Carvalho)
Centro Educacional permaneceu fechado durante esta quarta-feira; ao fundo, torre onde fica a caixa d’água (Fotos: Severino Carvalho)

Um rato encontrado morto dentro da caixa d’água, que abastece o Centro Educacional Juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade, provocou a interdição, por três dias, da creche onde estudam 280 crianças, em Passo do Camaragibe, Litoral Norte do Estado. A Secretaria Municipal de Educação informou que a limpeza já foi concluída e que a unidade reabre normalmente nesta quinta-feira (19).

O roedor foi encontrado depois que serviçais perceberam o odor exalado ao abrir as torneiras do prédio. Um zelador escalou a estrutura (torre) de dez metros de altura e detectou o animal morto, boiando na água contida na caixa.

O incômodo achado deixou servidores, crianças e pais de alunos em polvorosa. Uma mãe foi a uma emissora de rádio local e denunciou o caso. Segundo os relatos, crianças ficaram doentes em decorrência da ingestão da água contaminada. Elas apresentavam vômitos e diarreia.

A coordenadora-geral administrativa da Secretaria Municipal de Educação, Olívia Santos, negou a ocorrência de doenças relacionadas ao consumo da água. De acordo com ela, os alunos e funcionários bebem do líquido potável em garrafões fornecidos de 20 litros, entregues lacrados pela secretaria.

Segundo Secretaria de Educação, Centro reabre as portas nesta quinta-feira
Segundo Secretaria de Educação, Centro reabre as portas nesta quinta-feira

Olívia garantiu que logo que tomou conhecimento do caso, por meio dos funcionários, suspendeu o funcionamento da creche, na segunda-feira passada, e determinou a limpeza da caixa d’água, concluída nesta quarta-feira (18).

Ela disse, ainda, que fez uma busca na rede de saúde do município à procura de casos de crianças acometidas por doenças de veiculação hídrica e não os encontrou.

“Isso não procede”, enfatizou. “Assim que fiquei sabendo do caso, fui ao Hospital e pedi os prontuários. Não existe nenhum prontuário no Hospital e nem na Secretaria de Saúde. Minha primeira atitude foi saber (se havia crianças doentes) para tomar uma atitude e não havia”, declarou a coordenadora.

2 thoughts on “Rato morto em caixa d’água provoca interdição de creche

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *