Presos após tentativa de assalto estavam foragidos

Os três homens presos em Jacuípe, após tentativa frustrada de assalto a uma casa lotérica, já cumpriam pena pelo crime de roubo em regime semiaberto, em Pernambuco. A informação é do chefe de Operações Policiais da 10ª Delegacia Regional, em Novo Lino, Albérico Guimarães, em entrevista ao jornal Gazeta de Alagoas, edição desta sexta-feira. De acordo com ele, os acusados eram considerados foragidos porque não compareciam, já havia dias, à cadeia pública do município de Canhotinho (PE), no Agreste daquele Estado, para onde deveriam retornar, diariamente, antes das 19 horas.

Acusados
Acusados cumpriam pena por roubo em regime semiaberto em Canhotinho, Pernambuco (Foto: Severino Carvalho)

Edmilson Ramos da Silva, 24 anos, natural de Palmares (PE); Gilvan Pedro Bezerra, 23, de Bonito (PE); e Lucas Carlos Malaquias da Silva, 24, de Lagoa de Itaenga (PE), foram autuados pelo delegado regional de Novo Lino, Antônio Nunes, pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, formação de quadrilha, roubo, resistência e tentativa de homicídio contra os policiais que os prenderam em Jacuípe.

“O Gilvan usava tornozeleira eletrônica que o monitorava, mas ele quebrou o equipamento”, revelou o policial civil. O mesmo Gilvan, segundo Albérico Guimarães, foi reconhecido pelo dono da motocicleta XRE-300, placa PFX-4305/PE , tomada de assalto em Caruaru (PE). O proprietário compareceu à delegacia de Nono Lino onde comprovou ser o proprietário do veículo. A outra moto utilizada pela quadrilha durante a ação criminosa em Jacuípe também é produto de roubo.

Segundo Albérico Guimarães, não foi possível levantar a ficha criminal de Wellington Antônio da Silva, 22, natural de Palmares, que morreu durante a troca de tiros com a Polícia Militar (PM) de Jacuípe. De acordo com o chefe de Operações, a identificação dele ainda é imprecisa, o que impede a busca de dados confiáveis.

O bando tentou assaltar, na manhã de quarta-feira (21), a Casa Lotérica Jacuípe, mas não conseguiu porque o estabelecimento é blindado. A quadrilha efetuou dois disparos de arma de fogo dentro do estabelecimento e fugiu, realizando uma espécie de arrastão pela cidade. Transeuntes, clientes de uma padaria e a funcionária de um mercadinho foram assaltados.

O grupo criminoso foi perseguido e preso pelos policiais do Grupamento de Polícia Militar (GPM) de Jacuípe que, na troca de tiros, acabaram atingindo fatalmente um dos assaltantes. Após a autuação em flagrante, o trio foi conduzido à carceragem da delegacia municipal de Colônia Leopoldina. O xadrez da regional de Novo Lino encontra-se sem condições de receber presos e foi desativado.

One thought on “Presos após tentativa de assalto estavam foragidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *