Prefeito de Maragogi exonera contratados e comissionados

Prefeito promoveu exonerações em massa de contratados e comissionados (Foto: Severino Carvalho)
Prefeito promoveu exonerações em massa de contratados e comissionados (Foto: Severino Carvalho)

O prefeito de Maragogi, Henrique Peixoto (PSD), exonerou, na sexta-feira (31), todos os ocupantes de cargos comissionados e contratados da administração municipal. De acordo com ele, a medida foi tomada, principalmente, em virtude da queda dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Na próxima semana, o gestor informou que nomeará e contratará trabalhadores apenas para as funções essenciais à administração pública municipal.

“A gente fica triste em ter de tomar uma decisão como essa, mas foi inevitável. Temos de agir com a razão e frear essa bola de neve. Esperamos que os próximos repasses venham melhores para que a situação se normalize”, afirmou Henrique Peixoto, citando outras prefeituras alagoanas que também demitiram por causa da crise, a exemplo de Viçosa e Arapiraca.

O gestor se reuniu com todos os secretários e mostrou os dados que comprovam a queda brusca de repasses do FPM, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fundeb) e do Imposto de Circulação de Mercadoria e de Serviços (ICMS) nos últimos meses.

“Na próxima semana vou realizar nomeações apenas para funções essenciais para não inviabilizar a administração. Contratarei, por exemplo, garis e guardas civis municipais”, citou o prefeito. Dados da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) apontam que o repasse do FPM previsto para outubro aos municípios alagoanos é quase 8% inferior ao do mês de setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *