Polícia identifica suspeitos de matarem adolescente

Corpo foi encontrado com perfurações em terreno baldio de Barra Grande (Foto: Gazeta de Alagoas)
Corpo foi encontrado com perfurações em terreno baldio de Barra Grande (Foto: Gazeta de Alagoas)

O delegado de Maragogi, Edinaldo Marques, revelou que já possui a identificação de três suspeitos de participarem da morte da adolescente Fernanda Francisca de Melo, 17 anos, conhecida como “Chucky”. Ela foi assassinada a facadas no dia 21 de fevereiro num terreno baldio, no distrito de Barra Grande.

A identificação dos suspeitos, porém, não foi revelada pelo delegado sob o argumento de que a divulgação dos nomes atrapalharia as investigações. Com o avançar do inquérito, Marques pretende pedir a prisão preventiva dos acusados.

Segundo o delegado, Fernanda era usuária de drogas (crack e maconha) e teria contraído uma dívida com traficantes que agem no município. Como não tinha condições de saldar o débito, foi morta num “acerto de contas”. A outra linha de investigação aponta para um crime de queima de arquivo.

Para suprir o vício, Fernanda comumente praticava pequenos furtos e vendia os produtos a receptadores. Ela ameaçou denunciar à polícia um deles, que teria se vingado da adolescente executando-a como queima de arquivo.

Fernanda foi assassinada onde costumava consumir os entorpecentes. A adolescente também atuava como “aviãozinho” para conseguir dinheiro e assim manter o vício. Fazia uso de maconha e crack e por conta disso perdeu a guarda da filha menor de idade para a avó paterna.

Fernanda era vista comumente perambulando pelas ruas de Maragogi. Atordoada, ela citava, aos quatro cantos, os nomes dos traficantes que estariam atuando no município. Dizia estar ameaçada de morte. Uma tia da adolescente chegou a pedir ajuda ao Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente, que a encaminhou a uma comunidade terapêutica, onde passou poucos dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *