Passo de Camaragibe enfrenta desabastecimento

Moradores recorrem ao Rio Camaragibe, de águas turvas (Fotos: Carlos Rosa / Gazeta de Alagoas)
Moradores recorrem ao Rio Camaragibe, de águas turvas (Fotos: Carlos Rosa / Gazeta de Alagoas)

Os moradores de Passo de Camaragibe permanecem, há cinco dias, sem uma gota de água nas torneiras. O desabastecimento penaliza a população do município, situado no Litoral Norte de Alagoas, desde o início da manhã do último domingo e, segundo a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), foi causado pela paralisação de um conjunto de motobomba da estação de tratamento da cidade.

 

De acordo com a empresa, o equipamento apresentou defeito eletromecânico, provocando a interrupção do sistema. A Casal informou que o problema seria solucionado até a segunda-feira (22), o que acabou não acontecendo. Um novo prazo foi estabelecido para o fim da tarde de terça e, mais uma vez, o sistema de abastecimento não foi normalizado. A mesma promessa ocorreu na quarta-feira.

Segundo os moradores, a falta d’água no município é recorrente. “Já chegamos a ficar quase uma semana sem uma gota de água”, recordou a dona de casa Maria José de Andrade, que teve de recorrer ao Rio Camaragibe para lavar a louça e a roupa. “A água de beber a gente pega nas casas de quem tem poço”, completou.

Desde o domingo passado, uma romaria de mulheres e crianças pode ser vista pelas ruas da cidade em direção ao leito do rio. As cabeças equilibram pratos, panelas, paciência… Como não se pode lavar roupa suja em casa, dona Ana Cláudia da Silva tratou logo de estender um varal de reclamações: “Eu já lavei as panelas, agora vou voltar para pegar os panos que lavei. O mais revoltante de tudo isso é que, se a gente deixar de pagar, a Casal vem e corta a nossa água”, se queixou.

 

Dona Marilene dos Santos se juntou às vizinhas para lavar a louça do almoço no leito do Camaragibe de águas turvas. “A água não é tão limpa assim, mas é o jeito. Não fosse o rio, lá em casa já estava uma bagaceira numa hora dessas”, ponderou ela.

 

Para piorar a situação dos moradores de Passo de Camaragibe, uma mortandade de peixes, cuja causa ainda não foi identificada, atingiu o Rio Camaragibe na noite de quarta-feira (24).

 

Os moradores estão revoltados com a falta d’água e prometem realizar um protesto, caso o abastecimento não seja regularizado pela Casal. A Companhia não informou quando o sistema será normalizado. Técnicos da Unidade de Negócio Leste trabalham no conserto do equipamento danificado desde a última segunda-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *