Passarela sobre o Rio Tatuamunha é vandalizada em Porto de Pedras

Trecho da passarela foi vandalizado (Foto: Associação Peixe-Boi)
Trecho da passarela foi vandalizado (Foto: Associação Peixe-Boi)

Vândalos destruíram um trecho da passarela de madeira sobre o Rio Tatuamunha, em Porto de Pedras, denunciou, nesta quinta-feira (5), a presidente da Associação Peixe-Boi, Flávia Rego. O equipamento era usado pela comunidade e já serviu ao turismo de observação do mamífero aquático, desenvolvido pela entidade.

Flávia Rego informou que acionou a polícia e que vai prestar queixa do ocorrido.

“É preciso identificar e punir quem fez isso”, disse a presidente da Associação Peixe-Boi. De acordo com ela, a principal prejudicada foi a própria comunidade, sobretudo os pescadores que se utilizam da passarela.

Flávia recordou que, desde setembro do ano passado, quando um mutirão foi realizado para recuperar a estrutura de madeira, que a Associação Peixe-Boi utiliza, por uma questão de segurança, um embarque alternativo para os turistas que visitam o estuário do Rio Tatuamunha, onde vivem os peixes-boi. Dessa forma, o passeio turístico não foi diretamente afetado pelo ato de vandalismo e as visitações estão mantidas.

“Sem a ponte de madeira fica inviável para os trabalhadores exercerem suas atividades. Existe o projeto para reconstrução da ponte feito pela FIC (Faculdade Figueiredo Costa), em Parceria com ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) e a Associação Peixe-Boi. O mesmo encontra-se com a SEDETUR (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo), em fase de liberação de recursos pelo Ministério do Turismo, mas, no momento (hoje), iremos reparar onde está quebrado para que os comunitários não tenham prejuízos por causa de vândalos que acharam graça em prejudicar a vida de trabalhadores honestos. Contamos com ajuda de todos!”, escreveu Flávia, em seu perfil numa rede social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *