Fachada de prédio desaba no centro de Porto Calvo

Tijolos caíram sobre a calçada do salão de beleza, que estava fechado (Fotos: Severino Carvalho)
Tijolos caíram sobre a calçada do salão de beleza, que estava fechado (Fotos: Severino Carvalho)

A fachada de um depósito de alimentos, que fazia parte de um supermercado desativado, desabou, por volta das 8 horas desta terça-feira (07), na Praça Apolinário de Gusmão, centro de Porto Calvo. Os tijolos caíram sobre a calçada de um salão de beleza, que ainda estava fechado, e próximos de quatro veículos estacionados.

No momento do desmoronamento chovia e ninguém transitava pelo local, por isso não houve registro de pessoas feridas. Policiais do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM) interditaram a área e acionaram o 2º Grupamento de Bombeiros Militar (2º GBM), que vai decidir o que será feito em seguida.

O prédio onde ocorreu o desabamento pertence ao ex-prefeito Jorge Cordeiro e está desativado há mais de 12 anos.

“A sorte é que chovia e tinha pouca gente na rua. Ali na calçada muitas pessoas costumam ficar durante a tarde”, lembrou a comerciante Jaciara de Oliveira, que tem um frigorífico do outro lado da Rua Coronel Clodoaldo da Fonseca, área onde ocorreu o desabamento.

Segundo o sargento PM Ivaldo Aureliano, a área foi isolada para evitar acidentes, uma vez que o prédio apresenta diversas rachaduras e parte da fachada que sobrou ameaça desabar a qualquer momento.

Há risco, inclusive, de os tijolos atingirem a rede elétrica da Eletrobras Distribuição Alagoas, num possível novo desmoronamento. O salão de beleza e bancas móveis onde são vendidos lanches, CDs e DVDs foram interditados. O tráfego flui em meia pista e há lentidão. A prefeitura acionou uma máquina retroescavadeira, que iniciou a remoção do material depositado sobre o asfalto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *