Explosão afeta estrutura do gabinete de prefeitura

Explosão abriu buraco no banheiro da antessala do gabinete (Fotos: Severino Carvalho)
Explosão abriu buraco no banheiro da antessala do gabinete (Fotos: Severino Carvalho)

A estrutura física do gabinete da prefeita de Flexeiras, Silvana Cavalcante (PP), foi seriamente afetada pela explosão, nesta madrugada, do caixa eletrônico do Banco do Brasil (BB) que funcionava no Centro Administrativo Desembargador José Marçal Cavalcanti, sede do Poder Executivo Municipal. A explosão provocou rachaduras nas paredes e no teto (laje) da sala de autoatendimento do BB.

Fissuras também são evidentes na antessala (recepção) do gabinete onde a prefeita despacha. Um buraco foi aberto na parede do banheiro daquele cômodo em virtude da explosão, por onde se enxerga a sala de autoatendimento.

“Vamos aguardar que a polícia e o Banco do Brasil façam os levantamentos para depois realizarmos uma limpeza no local e avaliarmos os danos e, assim, realizarmos os reparos necessários”, afirmou a prefeita de Flexeiras.

Apesar da explosão, o expediente no Centro Administrativo não foi suspenso nesta quarta-feira (11). Apenas a sala de autoatendimento do BB e a recepção do gabinete encontram-se isoladas. A prefeita informou que esta foi a segunda explosão de caixa eletrônico ocorrida no Centro Administrativo Municipal. A penúltima aconteceu em abril de 2012.

Rachadura na parede da recepção
Rachadura na parede da recepção

Apesar das duas ocorrências, Silvana afirmou que manterá a sala de autoatendimento no prédio da prefeitura. O município não possui agência do BB e o caixa-eletrônico é a única máquina disponível aos correntistas.

A maioria dos servidores públicos municipais recebe pelo BB. A sede da agência fica em São Luís do Quitunde.

“Vamos entrar em contato com o Banco do Brasil para reinstalarmos o caixa eletrônico, porque, sem a máquina, só quem perde é a população”, enfatizou Silvana.

A explosão foi ouvida por volta das 3h30. Cinco criminosos romperam a corrente do portão principal do Centro Administrativo e entraram na sala de autoatendimento. Eles usaram explosivos para arrebentar o caixa eletrônico e levaram todo o dinheiro contido na máquina, cuja quantidade não foi informada.

Sala de autoatendimento do BB foi destruída
Sala de autoatendimento do BB foi destruída

Em seguida, a quadrilha fugiu em veículo Gol de cor preta, placa não anotada. O delegado de Flexeiras, Róbson Coutinho, instaurou inquérito para apurar o caso.

Ele requisitou as imagens do circuito de câmeras da prefeitura para tentar identificar e prender os criminosos. Uma dessas câmeras fica, justamente, direcionada para a sala de autoatendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *