Correntistas vítimas de fraude serão ressarcidos

Máquina de autoatendimento da agência do BB de Maragogi foi fraudada (Foto: Severino Carvalho)
Máquina de autoatendimento da agência do BB de Maragogi foi fraudada (Foto: Severino Carvalho)

A Superintendência do Banco do Brasil (BB) em Alagoas informou, por meio do Núcleo de Comunicação, que os valores referentes ao ressarcimento dos clientes que tiveram seus cartões magnéticos clonados esta semana, na agência de Maragogi, já estão disponíveis. A instituição financeira instaurou procedimento administrativo e concluiu que os sete segurados da Previdência Social foram vítimas da fraude.

“No caso em questão, a conclusão foi favorável ao ressarcimento dos clientes lesados e os valores já se encontram disponíveis para pagamento na agência Maragogi”, informou a assessoria do BB.

Na última segunda-feira, os correntistas estiveram na agência do BB de Maragogi para sacar o dinheiro de suas aposentadorias nos terminais de autoatendimento, mas não conseguiram. No dia seguinte, eles retornaram ao banco, quando descobriram que os cartões magnéticos tinham sido clonados e que saques indevidos foram realizados em suas contas.

As vítimas procuraram a Delegacia de Polícia Civil onde fizeram um Boletim de Ocorrência (BO). O delegado de Maragogi, Thiago Prado, instaurou inquérito e requisitou as imagens do circuito interno da agência bancária para tentar identificar os autores da fraude.

Segundo o delegado, os criminosos instalaram aparelhos que capturam dados do cartão magnético e a senha dos correntistas, conhecidos como “chupa-cabras”. De posse das informações, eles efetuaram saques indevidos em agências bancárias localizadas no Estado do Ceará.

O BB informou também que a máquina de autoatendimento onde foi instalado o equipamento espúrio foi retirada de operação para reparos, mas já funciona normalmente. Recomenda que o cliente que se sentir lesado pela fraude deve procurar a agência para formalizar a ocorrência.

A instituição financeira orienta, ainda, que mesmo em ambiente bancário, os clientes devem estar sempre atentos: levar em consideração os alertas e informações fornecidos pelos bancos, divulgados em cartazes e nos terminais de autoatendimento. Na dúvida, deve-se sempre procurar ajuda de funcionários identificados com crachás e nunca aceitar ajuda de estranhos, de pessoas não autorizadas ou não identificadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *