Briga que gerou morte de PM foi motivada por causa de som automotivo

Toinho da Matriz é acusado de assaltos e tráfico de drogas. Ele tem prisão preventiva decretada em 2013 (Foto: Polícia Militar)
Toinho da Matriz é acusado de assaltos e tráfico de drogas. Ele tem prisão preventiva decretada em 2013 (Foto: Polícia Militar)

A discussão que resultou na morte do sargento da Polícia Militar (PM), José Luiz da Silva, 46 anos, na noite de quinta-feira (04), foi motivada por uma “disputa” por som automotivo entre um amigo da vítima e o autor dos disparos: Manoel Antônio da Silva Filho, 22, conhecido como “Toinho da Matriz”.

O acusado chegou ao “Bar do Peu”, no Centro de Matriz do Camaragibe, na companhia de outros dois comparsas em um carro. Um deles ligou o som do automóvel em alto volume. O sargento já se encontrava no Pátio do Mercado, em frente ao estabelecimento, também com o som automotivo do veículo dele ligado. Um amigo do militar que bebia junto com José Luiz ficou incomodado e questionou a atitude do trio, que acabara de chegar.

O sargento tomou à frente na discussão e houve luta corporal entre ele e “Toinho da Matriz”. Segundo informações do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM), vítima e criminoso não se conheciam. Em meio à briga, a arma do policial (uma pistola) caiu no chão sendo apanhada pelo acusado, que efetuou três disparos contra o sargento, na altura do tórax. Ao menos dois tiros teriam atingido o militar.

Sargento foi morto com a própria pistola após discussão por causa de som automotivo
Sargento foi morto com a própria pistola após discussão por causa de som automotivo

Toinho da Matriz fugiu a pé com a arma do policial em punho e foi apanhado mais à frente por um homem numa motocicleta. Um adolescente que estava com acusado foi apreendido e conduzido a 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil, em Matriz. O sargento foi socorrido e encaminhado ao Hospital Geral do Estado (HGE) em Maceió, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

José Luiz era lotado havia dois anos na 2ª Companhia Independente, sediada em Joaquim Gomes. Antes, integrava as fileiras do 6ºBPM. O horário do sepultamento ainda não foi informado, mas deve ocorrer ainda hoje em Porto Calvo, onde a vítima e a família dele residem.

Toinho da Matriz tem prisão preventiva decretada em 2013. Ele acusado de assaltos e tráfico de drogas na região Norte de Alagoas. Segundo a Polícia Civil, Toinho possui casa na Ilha da Croa, em Barra de Santo Antônio, e costuma agir entre Paripueira e Matriz do Camaragibe, onde também possui residência.  O acusado continua foragido. Policiais do 6º BPM e da 8ª DRPC permanecem mobilizados à procura dele.

2 thoughts on “Briga que gerou morte de PM foi motivada por causa de som automotivo

  1. A culpa pela morte deste PM, é da justiça, pois esse marginal que matou esse agente de segurança do estado, foi solto e teve sua pena relaxada por esta justiça imunda que rege as penas de infratores, marginais , estupradores e etc. A justiça ajudou a puxar o gatilho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *