Baleia que encalhou era da espécie cachalote

Baleia tinha 17 metros e foi enterrada na praia de Ponta de Mangue (Foto: Gazeta de Alagoas)
Baleia macho tinha 17 metros de comprimento e foi enterrada na praia de Ponta de Mangue (Foto: Gazeta de Alagoas)

A baleia que encalhou morta no litoral de Maragogi era um macho da espécie cachalote (Physeter macrocephalus), informou nesta sexta-feira (8) o analista ambiental da base avançada do Centro de Mamíferos Aquáticos (CMA), Iran Normande. De acordo com ele, trata-se de um indivíduo adulto com 17 metros de comprimento, que morreu em alto-mar e foi trazido pelos ventos e correntes marinhas até a costa norte de Alagoas.

A baleia encalhou na manhã de quinta-feira (7) num banco de arrecifes de coral, a quatro quilômetros da praia de Barra Grande, distrito de Maragogi. À tarde, a maré alta a levou até a praia de Ponta de Mangue.

Às 19 horas, técnicos do CMA iniciaram a operação para enterrar o animal, após os procedimentos previstos pela Rede de Encalhe de Mamíferos Aquáticos do Nordeste (Remane) . Duas máquinas retroescavadeiras, cedidas pela prefeitura de Maragogi, foram utilizadas durante o serviço, que só foi concluído às 21h30. O mamífero foi enterrado na mesma praia onde encalhou, distante da influência do mar.

Segundo Normande, em função do avançado estado de decomposição do animal, não foi possível estabelecer a causa da morte. A baleia apresentava várias mordidas de tubarão que, de acordo com o analista ambiental, ocorreram após o óbito.

“Fizemos apenas os procedimentos básicos: medição do animal, coleta de uma amostra do material biológico e demarcamos o local do encalhe”, disse Normande. A cachalote tem como característica o tamanho enorme de sua cabeça,  que representa cerca de 30% a 40% do seu comprimento total.

Esse foi o segundo encalhe de baleia em menos de um mês no Litoral Norte de Alagoas. No dia 11 de julho, uma jubarte com aproximadamente 13 metros de comprimento, cuja espécie (Megaptera novaeangliae) encontra-se ameaçada de extinção, encalhou morta na praia do Toque, em São Miguel dos Milagres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *